GAF

Apex está direcionando esforços para abrir mercados na Ásia

O embaixador Roberto Jaguaribe, presidente da Apex-Brasil, disse, em sua participação no programa do Global Agribusiness Forum, que a Ásia é a região do planeta com maior dinamismo econômico hoje, e que a agência de promoção está direcionando esforços para consolidar e abrir novos mercados para o produto agrícola brasileiro no continente asiático. “Mas, claro que não vamos nos esquecer das outras regiões do globo também, já que cada uma tem sua especificidade de produção e consumo.”

De acordo com o Jaguaribe, a sustentabilidade é um diferencial do nosso produto agrícola nos mercados internacionais – temos mais de 60% de mata nativa preservada -, mas que tende a ser pré-requisito daqui para frente. Segundo o embaixador, além de ser grande exportador de commodities, o Brasil precisa investir na dimensão qualitativa, agregando valor à produção e consequentemente nas exportações. “Isso passa por industrialização, novos formatos de comercialização e criação de marca”, ressaltou.

Jaguaribe ressalvou, no entanto, que falta uma narrativa positiva para o agronegócio brasileiro. “Precisamos trabalhar a imagem do setor, começando pelo mercado doméstico. O Brasil ainda comunica mal o agro.” Ademais, o embaixador se disse otimista com a possibilidade de conclusão do acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia ainda neste ano. Para ele, no âmbito das negociações internacionais, o Brasil deve atuar tanto no flanco do multilateralismo da OMC quanto em acordos bilaterais.

Acompanhe a entrevista completa no Blog do GAF clicando aqui.